Estrada do Chocolate é preparada para voltar a receber turistas

Imagine vivenciar os tempos áureos dos coronéis do cacau, onde a riqueza e os costumes eram diretamente ligados à lavoura do fruto que é a matéria-prima para a produção do chocolate. Essa experiência estará disponível em Ilhéus, considerada a capital da Costa do Cacau, que se prepara para receber os turistas no período pós-pandemia. O visitante irá encontrar no município, além de belas praias, cultura e patrimônio histórico, uma atração rural diferente.

A Estrada do Chocolate, no acesso norte da cidade (ligação Ilhéus-Uruçuca), será reativada pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA), com nova sinalização turística e melhorias na pista, a partir de outubro. O roteiro inclui passeios por antigas fazendas de cacau, em meio à Mata Atlântica, oferecendo uma viagem ao passado instigante. No enredo, a história dos coronéis e suas fortunas, desde o plantio do fruto, passando pelos hábitos das famílias, o auge e a crise, com a praga da vassoura de bruxa, até a chegada das fábricas de chocolate na região, que poderão ser visitadas também.

Para fazer uma avaliação técnica do roteiro, a Setur-BA enviou para Ilhéus, no último fim de semana, um grupo de trabalho, liderado pelo secretário Maurício Bacelar. A equipe esteve nas fazendas Provisão (cenário da novela global Renascer) e Capela Velha, que estão em fase adiantada na oferta de passeios. A Setur-BA também discutiu com empresários as medidas de segurança sanitária para recepcionar os turistas.

“É um destino especial que desperta o interesse de brasileiros e estrangeiros. Conversamos com o trade para otimizar as ações da retomada, seguindo protocolos de biossegurança. Vamos realizar intervenções para facilitar o acesso às fazendas, no entorno da Estrada do Chocolate. A Costa do Cacau vai voltar mais atrativa e com melhor infraestrutura “, afirmou Bacelar.

A equipe da Setur-BA esteve ainda no distrito de Banco da Vitória, onde existe um projeto para a criação de uma vila gastronômica; e no Centro de Convenções de Ilhéus, que foi disponibilizado pelo Estado como espaço para triagem na detecção da Covid-19. Quando a doença estiver sob controle, o equipamento, com capacidade para 1,5 mil pessoas, será requalificado e voltará a receber eventos.

Foto: Alfredo Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *