“Foi um lutador da vida inteira”, diz presidente Adolfo Menezes ao lamentar a morte de Alexandre Brust

Fundador do PDT e ex-presidente da CBPM faleceu aos 83 anos

“Há um poema de Brecht que diz que os homens que ‘lutam a vida inteira e são imprescindíveis’. Um desses homens, com certeza, era Hari Alexandre Brust, nacionalista ferrenho, lutador pela liberdade e pela democracia, de quem a Bahia se despede hoje (25.02), às 17h. Gaúcho de Passo Fundo, mas que adotou a Bahia pelo coração, inclusive tendo recebido o título de Cidadão Baiano, em Junho de 2010, por iniciativa do deputado Roberto Carlos (PDT). Brust era apaixonado por política e, sobretudo, pelo seu líder político Leonel Brizola”, ressaltou o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Adolfo Menezes, ao encaminhar, à Mesa Diretora da Casa, Moção de Pesar pelo passamento, aos 83 anos, de um dos últimos e grandes  líderes do Trabalhismo brasileiro.

O presidente lembrou também que a Assembleia, através do selo ALBA Cultural, apoiou a edição dos dois volumes do livro “Leonel Brizola, uma biografia política”, obra conjunta de Brust e do jornalista Nilton Nascimento. “Brust era uma testemunha viva da história do trabalhismo brasileiro, desde Getúlio Vargas, passando por João Goulart, até Leonel Brizola. E continuava com o mesmo tesão para fazer política de quando tinha 20 anos”, destaca o chefe do Legislativo da Bahia, encaminhando os seus pêsames aos amigos e familiares de Brust, especialmente na pessoa do filho dele, Hari Brust Filho.

Na ALBA, além do título de Cidadão Baiano, Brust recebeu a ”Comenda 2 de Julho”, a mais alta honraria concedida pela Assembleia Legislativa da Bahia, através da indicação do deputado Euclides Fernandes (PDT). Na gestão de Leonel Brizola como prefeito de Porto Alegre, Brust foi oficial de gabinete da Prefeitura de Porto Alegre/RS. Já na gestão de Brizola como governador do Rio, ele ocupou a presidência da Companhia de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro. Foi fundador do PDT, secretário geral e presidente do Diretório Estadual do partido. Na Bahia, foi presidente da CEASA; da LIMPURB, em Salvador; e da CBPM, sua última atividade como dirigente público, entre 2009 e 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *