Guarda Municipal inicia fiscalização para monitorar reabertura das praias

A Guarda Civil Municipal (GCM) iniciou nesta segunda-feira (21) uma nova etapa de fiscalização das praias de Salvador, com o objetivo de assegurar o ordenamento dos banhistas, coibir aglomerações e monitorar a reabertura desses espaços, que acontece de forma gradual, mediante uma série de protocolos sanitários. O órgão conta com equipes fixas e volantes espalhadas por toda a cidade.

Neste primeiro dia de reabertura das praias, diversos trechos litorâneos da cidade registraram baixo movimento de pessoas. Na Barra, entre o Farol e o Monumento do Cristo, por exemplo, o que se viu pela manhã eram poucos frequentadores, todos mantendo distanciamento tanto na faixa de areia quanto no banho de bar. Alguns foram orientados a colocar a máscara, que só pode deixar de ser utilizada no momento do banho.

Já na praia da Ribeira, uma das cinco localidades que não estão autorizadas a abrir às segundas-feiras por conta do histórico de grande movimentação de pessoas nesse dia, somente pela manhã 30 pessoas foram orientadas pelos agentes da GCM a deixar a faixa de areia, nas imediações da Cabana do Bogary.

A medida é amparada pelo decreto 32.841, que permite a reabertura da orla da região de terça-feira a sexta-feira sem restrição de horário, exceto feriados. A mesma regra vale para as praias São Tomé, Tubarão, Itapuã e Amaralina. Já as praias do Porto da Barra, Buracão e Paciência (as duas últimas no Rio Vermelho) permanecem fechadas, e as demais podem receber normalmente os banhistas sempre de segunda a sexta (exceto feriados), sem restrição de horário.

“A Guarda Civil entra numa nova etapa de ordenamento nesse momento de reabertura e de maior flexibilização. As praias da capital baiana ficaram fechadas por seis meses e nosso apelo é para que a população cumpra as determinações, de forma que todos possam curtir sem deixar de lado os cuidados com a própria saúde e de quem está ao lado”, destaca o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência da Prefeitura, Maurício Lima.

Denominada de “Devagar, Devagarinho”, a operação da GCM se estende por 50km de orla e envolve 60 agentes, 12 viaturas e 6 motos. A iniciativa substitui à operação Tira o Pé da Areia, que aconteceu entre os meses de março e agosto, quando as praias permaneceram fechadas.

Fotos: Jefferson Peixoto/Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.