O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) está engajado na campanha do candidato à sucessão do governador Jaques Wagner. Na convenção do PT em Salvador, nesta sexta-feira (27), cerca de 2 mil militantes do MST entoaram um coro de apoio a Rui Costa e até envolveram o ex-presidente Lula nas articulações políticas para o processo eleitoral. Para o MST, o apoio de Lula e Dilma reverbera o nome de Rui, mas também consolida a união e o fortalecimento do partido no país. O membro da direção executiva nacional do movimento, Márcio Matos, diz que os sem terras acreditam em uma vitória de Rui no primeiro turno, assim como Wagner venceu a última eleição. “Estamos trabalhando todos os dias, levando informações dos governos do PT no Brasil e na Bahia para a população da zona rural. Ainda temos muito que avançar, principalmente em se tratando de reforma agrária e estruturação de assentamentos. Atualmente temos mais de 25 mil famílias sem terras no estado. O ex-presidente Lula fez uma série de ações que beneficiou os pequenos agricultores e assentados, como a remissão de dívidas e doação de maquinários. Agora precisamos continuar esse projeto elegendo Rui Costa governador e no primeiro turno”, pontua o dirigente do MST Márcio Matos, que esteve com Lula ao lado do membro da Direção Nacional da tendência do PT Esquerda Popular Socialista (EPS), Ivan Alex.


Prefeitura de Salvador
banner adv

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player