Ireuda cobra propostas para minimizar impacto da inflação sobre os mais pobres: ‘São os que mais sofrem’

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e vice-presidente da Comissão de Reparação, vereadora Ireuda Silva (Republicanos), defende que os governos federal e estaduais, bem como os pré-candidatos à presidência da República, apresentem propostas consistentes para minimizar o impacto da inflação sobre os mais pobres. Pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) mostra que a disparada dos preços dos produtos, sobretudo os alimentícios, prejudicou muito mais a parcela de baixa renda da população.

A pesquisa mostra que as famílias com renda domiciliar total abaixo de R$ 1.808,79, classificadas como “renda muito baixa”, enfrentaram alta de 10,9% no preço da cesta de consumo. Já para os mais ricos a alta foi de 9,7%. “Como sempre, em tempos de crise os mais pobres são os que mais sofrem. Esse é um dos principais fatores que aumentam a desigualdade social, uma das maiores do mundo no Brasil. Isso precisa parar”, alertou a republicana.

Ireuda cobrou ainda que os governos federal e estaduais, além dos pré-candidatos à presidência, apresentem propostas em prol dos mais pobres, de modo a construir um país economicamente mais justo. “Quando na condição de gestores e representantes públicos, nossa prioridade devem ser as necessidades do povo. É nosso dever proporcionar uma vida digna ao maior número de pessoas possível, com comida na mesa todos os dias e serviços públicos de qualidade”, pontua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.