Lauro de Freitas: Vacinação será só para idosos acima de 70 anos nesta terça e quarta (24 e 25)

Depois de bater recorde no primeiro dia de vacinação, com 8.256 pessoas imunizadas, a Prefeitura de Lauro de Freitas decidiu reservar a terça e quarta-feira (24 e 25) para vacinação exclusivamente de idosos com mais de 70 anos. A vacinação do público na faixa de idade entre 60 e 69 anos será reprogramada assim que o Ministério da Saúde disponibilizar as doses necessárias. Além de priorizar um público mais vulnerável à gripe, a estratégia vai reduzir a aglomeração de pessoas nos locais de vacinação.

De acordo com o secretário da Saúde (Sesa), Vidigal Cafezeiro, a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra o Influenza que contempla idosos e profissionais da saúde, está prevista para seguir até 15 de abril quando novos públicos alvo serão incluídos nos critérios de vacinação. “Até lá, em Lauro de Freitas criamos um esquema para realizar a imunização dos idosos em escolas e os profissionais de saúde nas USFs. Separamos esses públicos para evitar aglomerações ou demora no atendimento”, disse.

A Secretaria organizou os idosos sentados no pátio das escolas em cadeiras individuais com distância de um metro. Dessa forma cada idoso foi chamado individualmente para as salas de vacinação. “Eles chegam, apresentam um documento com foto e recebem a ficha com a numeração, na sequência aguardam serem chamados pelo número”, salientou a técnica de enfermagem Mariana Souza.

Proteção contra H1N1

Nem mesmo a chuva e o tempo fechado impediram seu José Maria de levantar cedo nesta segunda-feira (23) para se imunizar contra a gripe Influenza A (H1N1 e H3N2) e B. O aposentado de 65 anos, foi até a escola municipal Fênix no centro de Lauro de Freitas e em poucos minutos saiu protegido contra a doença. Somente este ano, no estado da Bahia, dentre os 64 casos confirmados para Influenza, 48 foram diagnosticado H1N1, com ocorrência de três mortes.

Além das 19 escolas, a Sesa instalou no estacionamento do Restaurante Popular no Centro, na quadra do colégio 2 de Julho na Itinga e na entrada do Vilas Tênis Clube em Vilas do Atlântico um sistema de atendimento semelhante aos drives thrus. “Nesses locais é possível atender idosos mediante apresentação de documento com foto. Os componentes do grupo alvo não precisam descer de seus veículos para serem imunizados”, completa Vidigal.

A prefeitura aplica a vacina também em instituições de longa permanência e em domicílio de idosos que estejam acamados ou que tenham mais de 80 anos e sejam cadastrados nas Unidades de Saúde da Família.

Vacina não protege contra o cornavirus

A vacina anti H1N1 não tem eficácia para proteger contra o Covid-19, alerta o secretário. Sua importância, nesse momento, está em aumentar a resistência do organismo contra o vírus da gripe influenza que também pode ser letal, e de reduz a chance de equívocos na identificação do coronavírus. “A imunização reduz significativamente o risco da gripe influenza grave e contribui, por eliminação, para o direcionamento da investigação e tratamento adequado, no caso da confirmação do novo coronavírus”, explica o Cafezeiro que também é médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *