Leandro de Jesus lamenta crescimento de casos de homicídios na Bahia: “Infelizmente, não é novidade”

Comentando os dados do DATA SUS/TabNet, que mostram que a Bahia teve um crescimento de 200% no número de homicídios desde o início do Governo do PT no Estado, o advogado e presidente do Instituto Bahia Conservadora (IBC) lamentou o descaso com a Segurança Pública.

O levantamento mostra que, de 1993 a 2006, o estado teve 25.977 homicídios, e de 2007 a 2020 o número subiu para 79.923. Ou seja, mais de 200% a mais comparando os dois períodos de 13 anos.

“Infelizmente, esse dado não é novidade. O Governo do PT, capitaneado pelo governador Rui Costa e o seu antecessor, o senador Jaques Wagner, se desfazem da Segurança Pública. Enquanto isso, pessoas inocentes estão morrendo cada dia mais, seja no interior ou na capital. É um total descaso, falta de investimento no equipamento e falta de sensibilidade com os baianos”, disse Leandro.

De 1993 a 2006, segundo o levantamento, 25.977 pessoas foram assassinadas no estado. A média anual era de 1.856 mortes por homicídio neste período. O ano de 2006, inclusive, foi o que registrou mais mortes: 3.288.

Já de 2007 a 2020, período onde o Governo do Estado já era gerido pelo Partido dos Trabalhadores (PT), os casos saltaram. A Bahia registrou 79.923 homicídios, cerca de 200% se for comparado com o mesmo período de tempo antes da gestão de Jaques Wagner e Rui Costa. O ano que registrou mais assassinatos foi o de 2017, com 6.807 casos.

“Isso precisa mudar. A insegurança paira pela Bahia. Você não tem mais segurança para nada, seja para abrir um comércio ou passear na rua. O secretário de Segurança Pública prefere discutir a liberação das drogas, uma política de aceitação ao crime que não podemos engolir. Serei sempre a voz de combate aos descasos deste governo que só fez o povo sofrer”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.