Materno-Infantil de Ilhéus atendeu mais de 80 municípios nos primeiros seis meses de funcionamento

Projetado para atender a população de 20 municípios das regiões de Ilhéus e Valença, no sul e baixo-sul do estado, respectivamente, o Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio, localizado em Ilhéus, atendeu nestes primeiros seis meses de funcionamento, completados hoje (07), gestantes, bebês e crianças de 89 municípios da federação, sendo 69 do estado da Bahia e 20 de outros sete estados brasileiros: Espírito Santo, Pernambuco, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Tocantins e Maranhão.

Neste período, foram realizados 1.440 partos e 6.024 atendimentos de obstetrícia e pediatria. “Os números por si só revelam a importância deste hospital como referência para as gestações de alto risco na região. E mostram, também, o resultado de um trabalho que prioriza um acolhimento multidisciplinar e integral, ao qual buscamos colocar em prática em todas as nossas ações”, assegura a diretora-geral da instituição, Aline Costa. “A nossa é unir esforços, construir pontes e promover a aproximação institucional entre o hospital e as unidades de saúde existentes na região”, completa.

Com o oferecimento do atendimento neonatal, uma reivindicação antiga da região, o HMIJS internou, neste período, na UTI Neo 119 bebês, tendo como principais causas a prematuridade e o baixo peso. Deste total, 75 foram de mães residentes em Ilhéus e 44 de outros municípios baianos. Todo o projeto do hospital está baseado na humanização do cuidado, nos direitos da mulher e da criança e na consolidação do Sistema Único de Saúde, que são princípios da ação de trabalho da Fundação Estatal Saúde da Família (FESF SUS), gestora da unidade que pertence à Secretaria Estadual de Saúde (SESAB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.