Medico denuncia acidente com pipas em ciclovias de Salvador e pede providências

“Com entendimento que os governos estadual e municipal vem empenhando grandes esforços para a melhoria e embelezamento da nossa capital cabe designar fiscalização para a manutenção da beleza, praticidade e estímulo que estas oferecem à sua população.
Ontem, domingo dia 16 de agosto de 2020, saí, à tarde para pedalar, em grupo, com mais 3 pessoas, ultilizando a ciclovia. Ao passar por Amaralina , fomos surpreendidos por 3 grupos de adolescentes ou adultos jovens que estavam empinando pipas, literalmente, na faixa da ciclovia.
Duas destas nós atingiram prendendo-se nas bicicletas de um amigo e na minha, sendo que ,no meu caso,  aconteceu após eu usar o antebraço para me defender, pois esta passaria ao nível do meu tórax ou pescoço.
É verdade que não nos causou ferimentos, portanto as linha não deviam conter o “cerol”.
Entendo, porém, que as ciclovias foram construídas para o estimulo ao exercício físico, estimulo ao uso de bicicletas com o entendimento que traria mais saúde sendo assim profilático a alguns tipos de doenças além de dar prazer aos que gostam de pedalar.
Seria utópico pensar na conscientização, em massa,  de um grupos de “garotos”, portanto entendo que é dever das entidades responsáveis promover fiscalização e conscientização social e personalizada para que evitemos um acidente, que poderá ser grave e até fatal.
Peço, encarecidamente, que seja divulgado e se possível encaminhado aos órgãos responsáveis”.
Cordialmente agradeço,
Adriano Fonseca – Médico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *