Médicos veterinários doam cestas de café da manhã para vacinadores com produtos inspecionados pela categoria

O objetivo é chamar atenção para a importância desses profissionais, que ainda não foram vacinados contra a Covid-19, em Salvador

Na terça-feira (25), às 7h, serão realizadas duas mobilizações simultâneas de um grupo de médicos veterinários em Salvador. Os profissionais da categoria, desta vez, vão entregar cestas de café da manhã para trabalhadores da saúde na Arena Fonte Nova e no Quinto Centro, nos locais de vacinação contra Covid-19. O evento tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade sobre a importância da categoria na produção de alimentos, como também na sua inspeção, garantindo qualidade na mesa das pessoas.

Outro intuito da ação é clamar às autoridades locais que o Plano Nacional de Imunização (PNI), que contempla médicos veterinários e seus auxiliares segundo o Ministério da Saúde, seja cumprido na capital baiana. Para o médico veterinário Maurício Nogueira, “mais de 1900 profissionais ativos em Salvador estão tendo esse direito negado. Certamente, porque as pessoas costumam ter uma visão ultrapassada da Medicina Veterinária. São profissionais que contribuem para o processo de construção da saúde coletiva e prevenção de doenças, com uma atuação envolvendo três frentes: a saúde animal, humana e ambiental”.

Médicos veterinários excluídos

O médico veterinário Rodrigo Bittencourt conta que, de forma autônoma, aproximadamente 50 cidades na Bahia seguiram o PNI, bem como as capitais do Nordeste Maceió, Teresina, São Luís, Aracaju e Natal. “Entretanto, em Salvador, a orientação de não vacinar esta categoria vem da Comissão de Intergestores Bipartite-CIB, que apesar de afirmar na sua última resolução que fecharia nesta etapa 100% da saúde, não inseriu os médicos veterinários na lista de públicos-alvo. Ou seja, desconsiderou um reconhecimento do Ministério da Saúde”, relata.

Enquanto a vacinação contra a Covid-19 não é liberada aos médicos veterinários em Salvador, ofícios reiterados do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) estão sendo enviados ao Ministério da Saúde. “Na Bahia, a categoria está oficiando constantemente o CIB e individualmente os seus membros, além dos secretários do Estado e do município. Inclusive, foi dessa forma que, recentemente, o município de Itaberaba já vacinou 100% dos veterinários”, conclui Maurício Nogueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *