‘Não tem vaga. É o que mais os baianos ouvem na fila da regulação”, comenta pré-candidata Edylene Ferreira

Nesta terça-feira (12), em entrevista concedida ao Programa Baiana Livre, da Rádio Baiana FM, em Salvador, a vereadora, presidente licenciada da União dos Vereadores da Bahia (UVB-BA) e pré-candidata a deputada estadual, Edylene Ferreira, falou sobre sua trajetória na vida pública e respondeu a diversas perguntas dos ouvintes.

Questionada sobre a saúde pública na Bahia e o que acha do sistema de Regulação, Edylene reforçou que um dos compromissos do Governo deve ser com a saúde preventiva e que o sistema tem sido insuficiente para atender a população.

“A fila da regulação tem deixado milhares de baianos desamparados e é difícil ver um ente querido sofrendo na espera. Já vimos que é um sistema que não atende as pessoas como deveria, e, durante a pandemia, esse problema se agravou. “Não tem vaga”, é isso o que as pessoas ouvem. Um ponto crucial nessa questão, acredito ser a falta de investimentos na saúde preventiva, no primeiro cuidado e atenção básica. Sem dúvidas, é algo que precisa ser modificado”, falou ela.

Ainda durante a entrevista, Edylene tratou sobre a participação feminina na política, políticas públicas para a agricultura familiar, sobretudo nas regiões do Sisal e Bacia do Jacuípe, onde a cadeia de produção de leite e os laticínios é uma atividade forte e precisa de incentivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.