Pedro Tavares pede que Governo crie programa de amparo para setor de eventos

Em pronunciamento hoje (18/03), em sessão remota da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Pedro Tavares (DEM), cobrou ao Governo do estado, a criação de um programa de amparo ao setor de eventos na Bahia. O parlamentar relatou os prejuízos dos trabalhadores que estão parados há um ano e a falta de perspectivas, diante da crise sanitária do coronavírus.

Ao defender a ajuda para o setor de eventos, o deputado citou as medidas que o Governo estadual anunciou essa semana para beneficiar microempreendedores e empresas varejistas.

 “Lamentavelmente por conta da pandemia, o setor de eventos foi o primeiro a parar, sendo um dos únicos que durante todo esse período não teve a oportunidade de voltar. São trabalhadores que estão há um ano sem conseguir o seu ganha pão. Que o setor possa se sentar com o Governo e que se encontre alternativas para minimizar os impactos nefastos para essa área que é tão importante para a nossa economia”, afirmou.

O deputado enfatizou que tem muitos amigos e conhecidos que atuam no setor de eventos, além de ter trabalhado no começo da juventude, nessa área.

“Sei a complexidade do setor e de organizar um show, um evento, do que é ficar longe da família em datas importantes, em viver na estrada, aeroportos, trabalhando todos os finais de semana, fazendo shows em cidades diferentes. Esse é um setor que mobiliza milhares de pessoas, em atividades variadas. Por trás da alegria que esses trabalhadores transmitem, do entretenimento que promovem existe um trabalho sério, uma forma de sobrevivência, uma família que depende daquele trabalho, existem contas a pagar”, justificou.

Tavares conclamou os demais pares da Casa Legislativa a se sensibilizarem com a situação do setor de eventos e a abraçarem a causa.

A cadeia envolve artistas, produtores, técnicos, contrarregra, figurinistas, assessores em geral, cerimonialistas, pessoal de montagem, segurança, locação, divulgação, serviços, atendimento ao público, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *