Pilares da Educação para redução das Desigualdades sociais e da violência – Capitulo III

A Constituição garante! “Todos são iguais, perante a Lei”. Sem os pilares da educação não poderemos esperar bons exemplos do povo em termos de atitude, comportamento, ética, respeito, amor, cooperação, ajuda mutua e solidariedade para com o próximo, visando a paz e a felicidade de todos. Tudo bem educação começa em casa, só que a educa esta deseducada também na escola.

O Art. 3º da Carta Magna está escrito: “Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II – garantir o desenvolvimento nacional;

III- erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

No Art. 5º “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza……”.

No art. 205. “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. E cadê a cobrança e o exercício de cidadania da sociedade? A sociedade vem sendo cruel com ela mesma, aceitando os politiqueiros fazerem o que bem entendem com os recursos públicos do POVO.

Uma pauta muito discutida desde o início do século XXI. Ela se manifesta na discriminação de oportunidades, de tratamento, de direitos, de liberdade. Por vezes, no sistema patriarcal, mulheres recebem salários mais baixos que um homem, mesmo fazendo o mesmo trabalho, com o mesmo grau de ensino, exercendo atividade no mesmo espaço físico, cumprindo os mesmos horários – na esfera pública e privada, também é discutida a representatividade da mulher em cargos nos Poderes Constituídos e também nas Forças Armadas.

O eleitor precisa verificar o número de Parlamentares por classe: Professor, mulher, jovem, negro, Índio, aposentado, dentre outras classes para estabelecer o EQUILIBRIO DAS DECISÕES NAS CASAS LEGISLATIVAS QUE É DO POVO. Afinal o sol nasceu para TODOS!

O Brasil, ao contrário do mito, não é uma democracia racial. A desigualdade começa já na discussão de oportunidades: onde as pessoas menos favorecidas moram e crescem sem o principal investimento dos pilares da educação pública de qualidade no 1º e 2º graus em tempo integral com as 4 (quatro) refeições para as crianças como defendiam, Anísio Teixeira, Darcy Ribeiro e Paulo Freire, dentre outros educadores.

 Só poderemos formar bons cidadãos, ensinando as crianças desde as primeiras letras a serem cidadãos e assim com certeza reduziremos o grau de violência cada vez mais crescente no País, devido à falta de políticas públicas na EDUCAÇÃO.

Era do conhecimento: “A pessoa de conhecimento é a célula-mater. da Era atual, vez que possui as condições necessárias para coordenar e integrar a Natureza, o Capital e o Trabalho, tornando-os mais produtivos.

As diversas formas de conhecimento (tecnologias, processos, patentes e marcas) são os Ativos Estratégicos de hoje e do futuro, relegando a plano secundário as maquinas, os equipamentos, as instalações e outras formas tradicionais de acumulação de Patrimônio.

Este é um novo paradigma, completamente distinto do que vigorava na Era Industrial, quando o valor de uma Empresa dependia, apenas, do montante de seu Patrimônio material.

Da mesma forma, tornam-se obsoletos outros paradigmas que pareciam imutáveis. Mais do nunca.

A UNIÃO E OS ESTADOS SERÃO MAIS RICOS, QUANTO MAIS RICOS FOREM OS MUNICIPIOS E SEUS MUNICIPES.

A MISERIA E A POBREZA, AO DEGRADAREM O SER HUMANO, DEGRADAM TUDO O QUE EXISTE AO REDOR DESTE.

OU OS MUNICIPIOS PARTICIPAM ATIVAMENTE, ENVOLVENDO SEUS CIDADÃOS, OU NÃO TEREMOS SUCESSO NA CRIAÇÃO DESSES CORREDORES”.

Única ferramenta para a redução das desigualdades sociais e da VIOLÊNCIA no Brasil é com investimentos nos Pilares da Educação nas escolas de 1º e 2º em tempo integral e também na criação de escolas técnicas profissionalizantes. Bandeira que os brasileiros devem defender para conceder o VOTO aos candidatos nas próximas eleições, iniciando já em 2022.  Só com educação poderemos ter esperança de um Brasil melhor, sem violência, medo e PAZ.

ELEITOR, QUEM QUER RESPEITO SE RESPEITA! LEMBRANDO AOS ELEITORES QUE VOTAM EM BRANCO E ANULA O VOTO. QUEM NÃO GOSTA DE POLITICA É GOVERNADO POR QUEM GOSTA E “QUEM NÃO LUTA PELOS SEUS DIREITOS NÃO É DIGNOS DELES” RUI BARBOSA. NADA MUDA SE VOCÊ NÃO MUDAR, ELEITOR! PRECISAMOS PENSAR EM UM BRASIL MELHOR PARA TODOS, JUNTOS SEREMOS MAIS FORTES! QUERER É PODER!

Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas, Ex-Assessor do IAT – Instituto Anísio Teixeira, UFBA/CCPPG/PROPED e UFES – aldericosena@gmail.com – www.aldericosena.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *