Preço do etanol subiu segundo pesquisas da ANP

Por Alessandra Nascimento 
E-mail: anconsultoriaegestao@gmail.com
O preço médio do etanol subiu em 11 Estados brasileiros e no Distrito Federal, segundo pesquisas da ANP. O preço médio sofreu acréscimo de 1,46%, saindo de R$ 2,54 para R$2,57 o litro.São Paulo é o principal produtor do biocombustível e também grande consumidor. O estado tem mais postos avaliados, com a cotação média do hidratado ficou em R$ 2,385, alta de 2,14% ante a semana anterior (R$ 2,335) e de queda de 28,29% na comparação com os últimos 30 dias. Na Bahia, o etanol registrou a maior alta porcentual na semana, de 4,17%.

BALANÇA REGISTRA SUPERAVIT NA PRIMEIRA SEMANA DE JUNHO

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,787 bilhão na primeira semana de junho. Os dados são do Ministério da Economia e, no acumulado do ano, as exportações chegaram a US$ 88,724 bilhões e as importações, a US$ 71,365 bilhões, registrando saldo positivo de US$ 17,359 bilhões.

SECRETARIO DO TESOURO CONSIDERA REFORMAS IMPORTANTE PARA ATRAIR  INVESTIMENTOS DO EXTERIOR

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, considera necessário o Brasil manter as reformas fiscais após a crise do novo coronavirus e reforçou a necessidade de investimentos privados para a retomada da economia do país. Ele também considera que as reformas farão o país ser mais atrativo a investimentos estrangeiros.

PRESIDENTE DO BB DIZ QUE BANCO LIBEROU R$ 358,2 MILHÕES PARA FINANCIAMENTO DE FOLHA  

O presidente do Banco do Brasil, Rubem de Freitas Novaes, em audiência virtual no Congresso, disse que foram liberados R$ 358,2 milhões para financiamento de folha de pagamento de 11,6 mil empresas. Ele revelou que por conta da crise o banco já tomou ações no crédito que somam R$ 136,8 bilhões desde março.

MINISTRO LUIZ FUX CONSIDERA QUE REABERTURA PRECOCE DO COMERCIO PODE ELEVAR CONTAGIO

O ministro do STF, Luiz Fux, acredita que a reabertura precoce do comércio pode elevar o número de casos com o novo coronavirus e considerou que isso pode obrigar a retomada de decisões de restrição de circulação de pessoas. Fux também lembrou que o Supremo considera que os governos municipais e estaduais têm competência para decidir sobre medidas de isolamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *