Prefeitura realiza mais de 2 mil vistorias durante toque de recolher em Salvador

No primeiro fim de semana com toque de recolher em Salvador, a força-tarefa da Prefeitura realizou 2.148 mil vistorias, com o objetivo de coibir aglomerações e desrespeitos às medidas de combate à Covid-19. Desse total, foram vistoriados 76 bairros, 11 aglomerações foram dispersadas e 20 estabelecimentos interditados por descumprirem as normas gerais de funcionamento e os protocolos setoriais.

Durante as atuações realizadas no período de sexta-feira (19) a domingo (21), 13 bares  foram interditados nos bairros de Sussuarana Nova, IAPI, Cabula, Pernambués, Pau da Lima, Fazenda Coutos, Paripe, Praia Grande, Plataforma, Engenho Velho da Federação, Garcia, Boa Viagem. Dois depósitos de bebidas nos bairros de Águas Claras e Boca da Mata, duas casas de eventos em Engenho Velho de Brotas e Águas Claras, duas barbearias em Costa Azul e Mussurunga e uma delicatessen no Rio Vermelho também foram fechados.

A força-tarefa realizou, ainda, a apreensão de quatro caixas de som nos bairros do Rio Vermelho, Barra, Cidade Nova e Candeal. Um cavalete com banners, no Pau Miúdo, mesas e cadeiras, no IAPI e uma aparelhagem de som em veículo, em Paripe foram confiscados. Além disso, os fiscais deram 13 orientações verbais.

As ações foram coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), com o apoio da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal (GCM). O toque de recolher foi uma medida do governo estadual, que entrou em vigor na última sexta (19), devido ao aumento no número de casos e mortes da Covid-19. A ação ocorre como forma de tentar frear o avanço da doença e, a partir desta segunda-feira (22), o horário de restrição de circulação de pessoas começa mais cedo, das 20h às 5h, até o dia 28 de fevereiro.

O diretor de fiscalização da Sedur, Átila Brandão Júnior, destacou o trabalho realizado e sinalizou a importância da conscientização da população para combater o vírus. “A força-tarefa da Prefeitura está nas ruas com a Polícia Militar para fiscalizar os estabelecimentos comerciais e garantir o cumprimento dos decretos de combate ao coronavírus. Pedimos o apoio e compreensão de todos para que juntos possamos atravessar esse momento tão delicado”, disse.

Praias – A Operação Maré de Março, realizada pela Guarda Civil Municipal (GCM) em parceria com a Polícia Militar, fez varredura nas praias da capital com objetivo de proibir o uso destes espaços, que estão interditados aos domingos de acordo com o decreto municipal vigente. Oitenta agentes da Guarda Civil, 50 Policiais Militares, além de prepostos da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) e da Semop fizeram a retirada de pessoas que insistiram em descumprir as medidas de combate ao Covid-19.

De acordo com o diretor de Segurança Urbana, Maurício Lima, as equipes estiveram presentes nos principais pontos, como Piatã, Itapuã, Porto da Barra e MAM, e as ações ocorreram com tranquilidade. “Pedimos o apoio da população para que evitem aglomerações nos locais neste momento tão complicado”, destacou.

Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *