Salvador gera 2.104 empregos formais em agosto

Mesmo em tempos de pandemia do novo coronavírus, Salvador gerou 2.104 empregos formais em agosto deste ano. O destaque foi para o setor de construção civil, que respondeu pela criação de 1.060 postos, ou seja, mais de 50% das admissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Os números apontam o papel importante de obras e iniciativas estruturantes que estão sendo realizadas pela Prefeitura. Além de gerar benefícios de longo prazo para a cidade, os investimentos estão ajudando a amortecer os impactos negativos da Covid-19 sobre a economia local.

“Com a pandemia, mesmo cuidando da saúde da população, salvando vidas e dando todo o auxílio e assistência social, não deixamos de lado a economia soteropolitana. Procuramos instigar o segmento da construção civil, mantendo os incentivos de natureza urbanística e fiscal. Daí o resultado de o setor estar liderando a retomada na nossa atividade econômica”, comemorou o titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara.

Ainda segundo Caged, outro destaque na capital baiana foi a criação de 578 postos formais no setor industrial. O  comércio gerou 242 postos, enquanto que o setor de serviços teve saldo de 219 empregos formais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *