Salvador registra ingresso de mais de 6 mil crianças no SUS em uma semana

Para ter acesso à primeira dose da vacina contra a Covid-19, mais de 6 mil crianças foram cadastradas no Sistema Único de Saúde (SUS) de Salvador apenas na última semana. A medida viabiliza inclusão dos menores na lista de habilitados para a vacinação contra o coronavírus e visa subsidiar a gestão municipal no planejamento da estratégia voltada para o público de 5 a 11 anos.

A atualização cadastral pode ser feita de forma on-line no site www. recadastramento. saude. salvador. ba. gov. br ou presencialmente nas 155 unidades básicas da rede municipal. Aquelas que já realizaram o recadastramento serão introduzidas automaticamente na lista de aptos para a imunização. Até o momento, mais de 155 mil crianças estão cadastradas e fazem parte do público-alvo da vacinação na capital baiana.

“Nossa cidade é reconhecida nacionalmente pela eficiência e planejamento na aplicação da vacinação. Para essa nova fase também contamos com a colaboração dos pais e responsáveis para que realizem esse recadastramento, que permitirá, além do planejamento adequado das ações, garantir que a cidade receba o quantitativo de doses correspondente à demanda existente. Queremos assegurar o maior nível de organização para seguir dando agilidade ao processo de vacinação na cidade”, destacou o subsecretário municipal da Saúde (SMS), Décio Martins.

Transferência e 1ª via – A atualização da situação cadastral é obrigatória para ter acesso à primeira dose da vacina contra Covid-19 em Salvador. Os pais das crianças residentes da capital e que tiverem o cartão SUS vinculados a outro município ou que necessitem emitir a 1ª via do documento deverão realizar o serviço presencialmente nas Prefeituras-Bairro, mediante agendamento prévio pelo site horamarcada. salvador. ba. gov. br .

A documentação exigida dos pais é um documento de identidade com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de identidade profissional, carteira de habilitação ou passaporte), CPF, comprovante de residência e Cartão SUS. Para as crianças, é necessário apresentar certidão de nascimento e Cartão SUS (se houver).

Foto: Bruno Concha/Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.