Salvador registra queda em acidentes de trânsito no Carnaval

No balanço do segundo dia oficial de Carnaval, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) registrou uma redução nas ocorrências de acidentes quando há comparação com o mesmo período de 2019. Este ano, três pessoas ficaram feridas em acidentes, enquanto no ano passado foram registrados 20 feridos.

Um atropelo na Avenida Centenário, ocorrido na madrugada deste sábado (22), deixou uma pessoa ferida e acabou comprometendo o trânsito na via por cerca de duas horas. Apesar disso, em mais uma noite de Carnaval, a Transalvador registrou uma melhoria na fluidez do tráfego de veículos em vias que levam aos circuitos.

Se comparado com o segundo dia oficial de folia em 2019, este ano os veículos transitaram com uma agilidade 25,5% maior. No ano passado, a velocidade média global nas vias que levam aos circuitos era de 18,58 km/h. Em 2020, na noite da sexta-feira (21), essa média era de 23,3 km/h. Essa análise é feita por meio do GAT, sistema que gera informações em tempo real do trânsito.

Blitz – Agentes de trânsito abordaram ainda 467 condutores durante a blitz da Lei Seca realizada na segunda noite de Carnaval. Destes, 28 foram autuados com base na Lei Seca. Além disso, 24 habilitações foram recolhidas e 10 veículos foram levados ao pátio da autarquia.

Saúde – Os postos de saúde instalados nos circuitos da folia realizaram 1.248 atendimentos, com aumento de 8,9% em relação ao ano de 2019. O Circuito Barra/Ondina (Dodô) realizou 970 atendimentos, enquanto o Osmar (Centro) foi responsável por 259. As maiores demandas foram por agressão física (205), intoxicação alcoólica (185) e ferimento acidental (95).

Guarda – Nas ações de segurança de apoio aos órgãos públicos e ao folião, a Guarda Civil Municipal (GCM) recolheu 75 objetos perfurantes no circuito nos dois primeiros dias do Carnaval. No geral, só no segundo dia da folia, foram prestados 229 atendimentos. Não houve na sexta-feira (21) nenhum registro, pela Guarda, de ocorrências mais graves, com a necessidade de encaminhamento de apenas seis casos à delegacia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *