Hilton Coelho manifesta repúdio a ataques do governador à Defensoria Pública da Bahia

Membro da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Hilton Coelho (PSOL) classifica como “irresponsáveis os ataques promovidos pelo governador Rui Costa (PT) que expôs Paloma Pina e Fábio Pereira, os dois defensores que ingressaram na ação de suspensão das etapas do concurso público para a Polícia Militar (PMBA), Corpo de Bombeiros (CMBA) e Oficiais de Saúde da PM da Bahia. De forma covarde indicou que procurassem os e-mails e telefones de ambos para que retirassem a ação da Justiça. Uma intervenção inaceitável. Divergências devem ser tratadas com responsabilidade e não com covardia”, afirma.

O legislador acrescenta que “Rui Costa agiu de forma incompatível com o cargo que ocupa. Estimular ataques de candidatos do certame aos defensores, expor nomes, colocar em risco a integridade física e moral dos profissionais não é compatível com as funções do chefe do Poder Executivo. Defendemos a autonomia da Defensoria Pública do Estado (DPE-BA), algo assegurado pela Constituição Federal. Elogiamos a postura da Defensoria Pública e repudiamos o comportamento do governador”.

Hilton Coelho conclui reafirmando seu apoio à DPE-BA “que cumpre papel fundamental na defesa de segmentos sociais mais vulnerabilizados por opressões históricas. Os defensores difamados pelo governador cumpriram suas funções tendo em vista que atuaram  na correção de vícios que o edital continha, a bem do interesse público, razão  inclusive do deferimento da liminar que suspendeu o concurso. O governador Rui Costa precisa entender que não é um imperador absolutista e precisa respeitar a legalidade e não apenas sua vontade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *