Sobape envia mais de 800 máscaras para pediatras que tratam Covid-19 em Manaus

A campanha da Sociedade Baiana de Pediatria (Sobape) em prol dos pediatras que estão na linha de frente atendendo crianças e adolescentes com Covid-19 em Manaus foi finalizada com a arrecadação de 862 máscaras N-95. Os equipamentos de proteção recolhidos na sede da sociedade seguiram na manhã de hoje (17), por via aérea, para os profissionais da capital do Amazonas. O estado é presença frequente no noticiário por conta do colapso registrado no sistema público de saúde.

“Mais uma vez, pudemos contar com a solidariedade dos pediatras baianos e dos cidadãos, que, sensibilizados com a situação crítica dos colegas manauenses, aderiram à nossa campanha e fizeram as doações das máscaras”, comemorou a presidente da Sobape, a pediatra Dolores Fernandez, agradecendo a todos que doaram e aos veículos de comunicação que divulgaram a campanha Sobape Solidária aos Pediatras de Manaus.

“A gente teve uma excelente adesão de toda a sociedade, recebemos muitas mensagens de apoio e acabamos prorrogando um pouco o prazo de entrega, tendo em vista as compras feitas através da internet e direcionados à nossa sede”, completou Dolores Fernandez. Todo material arrecadado foi organizado e enviado em uma carga única através de uma companhia aérea.

“A falta de equipamentos de proteção individual coloca em risco a vida daqueles que têm a missão de salvar e preservar outras vidas e a gravidade da situação impacta diretamente a assistência a recém-nascidos, crianças e adolescentes”, alerta a pediatra Dolores Fernandez.

Situação em Manaus

Há um mês, Manaus enfrentava o início de uma situação trágica nos hospitais, com a falta de oxigênio para pacientes internados com Covid-19. O número de casos já vinha aumentando desde dezembro, o que deixou as unidades de referência lotadas em janeiro. Trinta dias depois, a situação no estado ainda não está totalmente controlada e ainda há necessidades de insumos.

Além disso, os profissionais trabalham agora para identificar e conter os casos da nova cepa do coronavírus identificada em Manaus e que se espalhou pelo país, chegando a outros estados. A disseminação da variante preocupa autoridades, já que é considerada mais transmissível que outras cepas causadoras da Covid-19.

O número de casos confirmados pela variante de Manaus já se aproxima de 200 em todo o Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde e de secretarias estaduais.

Fotos: Divulgação 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *