SPM de Lauro de Freitas celebra Dia Municipal do Empreendedorismo Feminino

Fruto do avanço na garantia de direitos e da luta pela erradicação das desigualdades entre gêneros, o Dia Municipal do Empreendedorismo Feminino é comemorado nesta sexta-feira (19), em Lauro de Freitas. Após aprovação do projeto de Lei 84/2000 em janeiro deste ano, a data marcada no calendário para homenagear mulheres que fomentam negócios é celebrada oficialmente pela primeira vez no município.

Responsável por fomentar ações para esse público, a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SPM) de Lauro de Freitas destaca o empreendedorismo feminino como uma vertente da iniciativa de implementar novos negócios, em que mulheres mostram os seus talentos, adquirem independência financeira e se tornam protagonistas de suas carreiras.

A secretária da SPM de Lauro de Freitas, Juçara Neves, reforça que toda a sociedade pode incentivar o empreendedorismo feminino. “Ajudar na divulgação do trabalho, comprar ou indicar os serviços ofertados por mulheres, para família e amigos, são formas de fortalecer esse mercado. O empreendedorismo feminino dá a oportunidade de mulheres conquistarem independência financeira”, afirmou.

Dentre ações que fortaleceram a atuação de mulheres no mercado de trabalho, a SPM ressalta o apoio na promoção de eventos como o “Expo Mulher 2021”, ocorrido na segunda semana deste mês, com a realização de palestras, feiras, serviços e cursos ofertados por mulheres empreendedoras.

O projeto “Compre das Mina”, em parceria com a SPM-BA, com foco na ampliação da comercialização de produtos e serviços oferecidos por mulheres baianas, e o Programa Capacita Mulher, elaborado pela pasta municipal para contribuir com o empoderamento e autonomia de mulheres em diversos cenários sociais, são outros exemplos de fomentos ao empreendedorismo feminino.

Exemplo de líder que administra o próprio negócio, Marilene Oliveira trabalha com venda de doces e salgados no município. Sua jornada empreendedora começou há cerca de 30 anos e sua clientela está espalhada por toda a cidade. Nos dias de sexta-feira, ela participa da Feira da Economia Solidária do Centro Administrativo de Lauro de Freitas.

“O desafio de ser mulher e mãe empreendedora se tornou mais difícil diante da pandemia, que refletiu diretamente na nossa estrutura econômica e nos desafiou a se reinventar. Lidar com a dupla jornada e a desigualdade de gênero também não é fácil, mas eu amo de paixão o que faço, amo vendas”, contou Marilene.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *