Startups ganham fôlego em Salvador com série de incentivos

O nicho de inovação é um setor diretamente impactado pelas medidas de recuperação e estímulo da economia que estão sendo implantadas pela Prefeitura durante a pandemia do novo coronavírus. O objetivo é incentivar, com ações imediatas, startups e demais empresas de base tecnológica, a exemplo de fintechs e bancos digitais, a escolherem Salvador como sede operacional ou ampliar os investimentos na cidade.

Algumas das iniciativas de estímulo já se tornaram realidade, a exemplo da redução de 5% para 2% do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) para empresas do segmento e o abatimento de 50% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para aquelas de base tecnológica e startups localizadas na região do bairro do Comércio, com isenção de taxas.

As duas medidas estão inseridas na Política Municipal de Inovação, que já é lei. A nova legislação estimula ainda microempreendedores individuais, microempresas ou empresas de pequeno porte da área de inovação a captarem apoiadores, permitindo que esses patrocinadores tenham desconto de até 80% do valor do projeto deduzidos do IPTU, no limite de R$50 mil.

No total, a Prefeitura espera garantir um investimento de R$4 milhões para estimular o setor, entre recursos públicos e privados, envolvendo ainda capacitação profissional, publicação de editais e até realização de hackathons comunitários (maratonas de programação na qual hackers se reúnem por horas, dias ou até semanas, a fim de explorar dados abertos, desvendar códigos e sistemas lógicos, discutir novas ideias e desenvolver projetos de software ou mesmo de hardware).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *