Assunto Filantrópicos discutem impacto do piso da Enfermagem

A presidente da Federação das Santas Casas da Bahia( FESFBA),Dora Nunes,reuniu-.se em caráter extraordinário hoje à tarde com associados e não-.associados.Em pauta, a. situação do setor filantrópico de saúde diante do impacto econômico – financeiro decorrente da sanção do PL 2.564/2020 que institui pisos salariais nacionais para os profissionais de Enfermagem e parteiras.

A palavra chave do encontro foi união,que deve ser mais e mais fortalecida.As ações devem ser adotadas.coletivamente A FESFBA continuará o trabalho de articulação já iniciado com a CMB.

Embora todos reconheçam a importância da valorização dos profissionais de enfermagem , os novos níveis  salariais,além do forte impacto na folha,  trarão problemas em relação a outros profissionais de saúde,fazendo por exemplo, que 

 profissionais de nível superior fiquem com salarios inferiores aos técnicos de Enfermagem.

Durante a reunião, Dora Nunes reforçou o pedido aos associados para informarem ao  gestor municipal ou estadual) e/ou operadoras de saúde com as quais tem relacionamento, o impacto e o valor adicional que a Lei impõe aos hospitais filantrópicos, a fim de que se rediscutam os valores pactuados para a execução da prestação dos serviços.

Nas audiências que a FESFBA vai solicitar com os candidatos ao governo da Bahia, para saber os planos dos candidatos para o setor filantrópico de saúde,o tema do Piso Nacional da Enfermagem também será discutido ,diante da necessidade de novos recursos.

A presidente de Honra da Liga Álvaro Bahia contra a Mortalidade infantil ,Rosina Bahia, resumiu a importância da união do setor.”.Sempre estivemos juntos e como numa grande ciranda precisamos continuar seguindo de mãos dadas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.