Sindimed, Cremeb e ABM pedem audiência com o governador em carta aberta contra demissões

O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed-BA), o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) e a Associação Bahiana de Medicina (ABM) emitiram carta aberta ao Governo da Bahia reforçando a solicitação de que não ocorram demissões de médicos com vínculo CLT.

“A anunciada intenção de substituir a vinculação contratual pela modalidade de Pessoa Jurídica (PJ) é prejudicial não só aos médicos, mas à sociedade como um todo, na medida em que reduz direitos e precariza ainda mais os postos de trabalho, flertando com o risco de desassistência”, afirmam as entidades médicas da Bahia, através do documento.

O Sindicato, o Conselho e Associação de Medicina lembram na carta que há mais de uma década não ocorrem concursos para médicos no estado da Bahia. “Por fim, as três entidades médicas solicitam a realização de audiência urgente com o governador Rui Costa, a fim de demonstrar a inadiável agenda de pleitos que a classe precisa que seja ouvida e atendida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *