Depois de ser premiado, produtor de leite decide lançar nova linha de produto

Gildemario Carneiro nunca tinha produzido ambrosias para comercializar, mas foi o ganhador da medalha de prata em premiação do Enel

Por Tamara Leal

Pequeno produtor rural no município de Nova Fátima, na Bacia do Jacuípe, Gildemario Carneiro ganhou a medalha de prata na categoria Doce de Leite no Encontro Nordestino do Setor de Leite e Derivados (Enel), que aconteceu de 14 a 16 de julho, na cidade de Vitória da Conquista, Sudoeste baiano.

Empreendedor rural há mais de 20 anos, o empreendedor produz e vende queijos artesanais, mas nunca comercializou a ‘Ambrosia da Zezé’. Produzido por sua esposa, Maria Lima, popularmente conhecida como Dona Zezé, o doce de leite era preparado apenas para consumo familiar.

Mas essa realidade irá mudar. Após participar da missão técnica ao Enel, realizada pelo Sebrae, e voltar na mala com medalha e certificado de vice-campeão, o produtor e sua esposa viram a possibilidade de expandir seu negócio.

“Nunca tinha participado de um concurso. Levei para o encontro uma peça de queijo meia cura e a ambrosia, e foi justamente o doce da minha esposa que ganhou a medalha de prata. Isso já abre portas para o nosso futuro e, em breve, a ‘Ambrosia da Zezé’ terá a sua produção comercial iniciada. Os pedidos já são muitos”, afirma o produtor.

Gestor do Sebrae em Jacobina, Valdemir Matos explica que o Enel proporcionou aos empreendedores do setor de leite a oportunidade de acessar novos mercados, trocar informações e aumentar a rede de relacionamentos empresariais. Ele também ressalta a importância dos concursos.

“O Concurso de Queijos Nordestinos proporciona aos produtores a oportunidade de apresentar os seus produtos, buscar melhorar a qualidade e, principalmente, de perceber a importância de continuar melhorando, conquistar novos prêmios com seus produtos e alcançar novos mercados”, disse Valdemir.

Gildemario reforça a experiência enriquecedora que viveu e agradece às entidades. “O Enel é uma experiência única. Planejamos participar da próxima edição, que acontecerá na Paraíba e, quem sabe, trazer a medalha de ouro. Quero agradecer ao Sebrae e demais entidades que nos apoiam e promovem capacitações que possibilitam a melhoria contínua dos nossos produtos”, finaliza.

O Sebrae e entidades parceiras, por meio do programa AgroNordeste, atendem dezenas de produtores de leite no Centro-Norte baiano. São realizados cursos de boas práticas e aperfeiçoamento na produção, dias de campo, oficinas, palestras, missões técnicas, dentre outras capacitações, que buscam transformar o produtor em empreendedor rural, mostrando possibilidades/viabilidades econômicas dos empreendimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.