“Guerra cultural é perversa e muitos não abriram os olhos”, diz Leandro de Jesus sobre novo quadrinho de Superman

Uma das maiores indústrias de quadrinhos do mundo, a DC anunciou que Jonathan Kent, o novo Superman, se revelará bissexual. A divulgação da notícia gerou repercussão em todo planeta, com críticas de pessoas e autoridades conservadores por toda parte.
O advogado e presidente do Instituto Bahia Conservadora (IBC), Leandro de Jesus, usou as redes sociais para repudiar a informação. “Um recorte que mostra claramente o objetivo do pós-modernismo e seu ultra-relativismo para desconstruir tudo que nós conhecemos sobre Deus, Homem, Família e Sociedade”, disse.
No anúncio da informação, o novo Superman, filho de Clark Kent e Lois Lane, beija seu amigo Jay em trecho do quinto volume da HQ “Superman: Son of Kal-El”.
“Ser homem hétero, usar uma farda militar e seguir princípios cristãos não pode, mas perverter crianças e jovens com ideologias destrutivas tá liberado. A guerra cultural é perversa e muitos ainda não abriram os olhos sobre sua origem e como age no contexto atual”, completou Leandro, fazendo alusão ao Comitê da Organização das Nações Unidas (ONU), que criticou o presidente Jair Bolsonaro ao aparecer em evento com uma criança vestida de militar.
Outros personagens históricos dos quadrinhos também irão sofrer algumas transformações. A exemplo do novo Capitão América e do Robin, ajudante do Batman, que se assumirão gay e bissexual, respectivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *