Sem a revitalização dos Movimentos Sociais não existirá Democracia

Democracia é um regime político em que todos os cidadãos elegíveis participam igualmente — diretamente ou através de representantes eleitos. “TODO O PODER EMANA DO POVO”.

Que saudade faz, o Movimento pelas diretas já! Diretas Já foi um movimento político de cunho popular que teve como objetivo a retomada das eleições diretas ao cargo de Presidente da República no Brasil. A eleição presidencial de 1985 foi a última ocorrida de forma indireta que elegeu Tancredo Neves por meio de um colégio eleitoral, tivemos o fim da ditadura militar e o movimento dos caras pintadas. Participaram das Diretas Já? Ulysses Guimarães, Tancredo Neves, Leonel Brizola, Miguel Arraes, Franco Montoro, Dante de Oliveira, Mário Covas, Lula da Silva, Fernando H. Cardoso e muitos outros e também Partidos, OAB, CNBB, ABI, CUT, SINDICATOS, dentre outros e cadê esses Movimentos e as lideranças?

O Brasil pede socorro à sociedade para assegurar a democracia e a moralidade da coisa pública no País. Movimento Social é a ferramenta adequada para articular, defender, negociar direitos sociais, econômicos e políticas públicas, junto às classes patronais e governamentais, objetivando o crescimento do País e a moralidade da coisa pública para uma melhor condições de vida da população.

Os movimentos sociais articulam, cobra mudanças, reivindicam transformações e mostram quando classes trabalhadoras e comunidades não estão satisfeitas com as medidas adotadas por governos e empresas, além de cobrar medidas, quando necessário, porém os movimentos sociais perderam a sua identidade política com o passar do tempo, como também os partidos políticos. Os movimentos sociais do século XIX e XX diferem dos Movimentos Sociais do Século XXI, em termos de poder, liderança, mobilização e participação efetiva de associados e filiados. A participação de associados e filiados é de fundamental importância para tornar a Entidade Forte, Independente e Respeitada para não se envolver em politicagem.

Com a descaracterização dos Movimentos Sociais e Partidos Políticos, Governos agiram com negociatas com os políticos do (CENTRÃO) no Congresso Nacional e procederam às Reformas nas áreas: Trabalhista, Sindical, Previdenciária, Terceirização, dentre outras negociatas que levou sérios prejuízos aos trabalhadores e a sociedade. Sem a revitalização e a participação dos Movimentos Sociais nas decisões governamentais não existirá Democracia e a respeitabilidade de direitos constitucionais à cidadania.

 

A sociedade precisa entender que toda decisão é política. Leia a verdade de BRECHT: “O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio dos exploradores do povo”. 

A descaracterização dos Movimentos Sociais foi uma estratégia política aplicada pelo poder da elite dominante no Congresso Nacional e os Movimentos sociais não perceberam a estratégia e caíram na “TEIA” do jogo político. Disse Ulisses Guimarães. “A única Coisa Que Mete Medo Em Político é O Povo Nas Ruas”, por este posicionamento de Ulisses defendo um Movimento pela Reforma Política SÉRIA JÁ! “TODO O PODER EMANA DO POVO”.

Mudar dói, continuar como está dói. Escolha uma das dores e pare de reclamar.  QUERER É PODER! PRECISAMOS PENSAR NAS FUTURAS GERAÇÕES. SEJA A MUDANÇA!

Alderico Sena – Bacharel em Teologia Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas, Ex-Vice Presidente da Executiva Municipal de Salvador do PDT e Ex- Vice Presidente Nacional do MAPI-Movimento dos Aposentados do PDT

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *