Adolfo Menezes abre reunião da Comissão de Educação da ALBA e diz que volta às aulas deve ser regida “pela ciência”

Presidente falou do ineditismo da Assembleia trabalhar em uma terça de Carnaval

“A volta às aulas deve ser regida pela ciência e pela Medicina. Se houver condições de funcionamento, que se retomem as aulas presenciais. Caso contrário, é melhor que fiquemos em casa. A situação está se complicando, com 100% de ocupação dos leitos de UTI para a Covid-19. Em Araraquara/SP, que decretou o lockdown, já há filas para internação. Podemos ter uma repetição de Manaus por todo o País”, declarou o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Adolfo Menezes, ao fazer a abertura hoje (16.02), pela manhã, da reunião da Comissão de Educação da ALBA, que debateu, por mais de 4 horas, o planejamento de retomada das aulas em tempos de pandemia.

Apenas o chefe do Legislativo e a presidenta da Comissão de Educação, deputada estadual Fabíola Mansur (PSB), participaram presencialmente da reunião. Os demais deputados integrantes da Comissão, especialistas e os secretários de Educação, Jerônimo Rodrigues, e de Saúde, Fábio Vilas-Boas – além do secretário de Educação de Salvador, Marcelo Oliveira – fizeram-no de forma remota, através da plataforma Zoom. “De forma inédita em toda a sua história, em plena Terça-feira de Carnaval, a ALBA trabalha normalmente e dá, mais uma vez, demonstração de seu compromisso com os interesses mais importantes do povo baiano”, destacou o presidente da ALBA.

“A discussão que tivemos na Comissão foi muito importante. A volta presencial às aulas, o mais rapidamente possível, depende de um consenso entre os protocolos, indicadores e rotinas que serão adotados. A pandemia da Covid-19 afeta diretamente a vida, comprometendo tudo, desde a rotina das famílias ao aumento dos prejuízos econômicos e do desemprego. Para garantir o retorno seguro precisamos desse debate, transparente e democrático, entre as instituições e a sociedade civil”, disse Fabíola Mansur.

Também participaram da reunião da Comissão o presidente da UPB, Eures Ribeiro; a promotora Cíntia Guanaes, do MP-BA; Rafson Ximenes, da Defensoria Pública; Jorge Tadeu, do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado da Bahia; Paulo Gabriel, do Centro de Educação Especial da Bahia; Rui Oliveira, da APLB Sindicato; Alessandra Assis, do Fórum Estadual de Educação da Bahia; Allyson Mustafá, do Sindicato dos Professores no Estado da Bahia; e Williams Panfile, da União dos Dirigentes Municipais de Educação.

Foto: Agência ALBA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *