Adolfo Menezes diz que “governo desumano de Bolsonaro” impedIu comemoração neste 1° de Maio

PRESIDENTE DA AALBA PASSOU O DOMINGO EM RIACHÃO DO JACUÍPE E IPIRÁ

“Infelizmente não teve o que comemorar neste 1° de Maio, Dia do Trabalhador. São mais de 20 milhões de desempregados, queda absurda da renda das famílias, inflação de dois dígitos, gasolina a R$ 8,00 e um botijão de gás custando quase 10% do salário-mínimo para os brasileiros, por causa deste governo desumano de Jair Bolsonaro”, criticou o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, deputado Adolfo Menezes, que passou a data em homenagem aos trabalhadores em Riachão do Jacuípe e no distrito de Coração de Maria, em Ipirá, acompanhado do senador Otto Alencar e do deputado federal Otto Filho.

“Esperamos que, em 2023, com o presidente Lula no Planalto, possamos realmente comemorar data tão importante e de grande simbolismo para todos os povos do mundo. Além de ameaçar constantemente os direitos trabalhistas, o atual governo – que, em verdade, é um desgoverno – coloca o Brasil na 9ª pior estimativa de desemprego em 2022 (13,7%), bem acima da média global prevista para o ano (7,7%), segundo o FMI”, aponta o chefe do Legislativo estadual.

Em Riachão do Jacuípe, Menezes participou de um café da manhã e de uma caminhada com trabalhadores, em companhia do ex-prefeito Zé Filho e de lideranças locais, além do deputado estadual Osni Cardoso. Em Ipirá, participou da cavalgada do distrito de Coração de Maria, com 10 mil cavaleiros e amazonas, recepcionado pelo prefeito Dudy, onde também encontrou os deputados estaduais Jurandy Oliveira e Carlos Geilson.

Fotos: Vaner Casaes/ALBA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.