Adolfo Menezes lamenta a morte do ex-prefeito de Andorinha, Zé Branco

“Foram gestões marcadas por mudanças na vida das pessoas e transformações na estrutura do então recém-emancipado município”, disse, o presidente da ALBA, em Moção de Pesar.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA , deputado Adolfo Menezes (PSD), lamentou, na manhã desta segunda-feira (10.01.22), a morte do ex-prefeito de Andorinha, José Rodrigues Guimarães Filho, aos 73 anos.

Chamado na política baiana de Zé Branco, o político faleceu de covid-19, ontem, num hospital da cidade de Juazeiro, onde havia sido internado na quarta-feira 5, com insuficiência respiratória.

“Zé Branco, como vice-prefeito e em dois mandatos de prefeito, foi um dos gestores públicos mais probos da política do norte do Estado. Homem com grandes preocupações com a melhoria da qualidade de vida de sua gente”, comentou, o chefe do Legislativo estadual, em Moção de Pesar, hoje.

O ex-prefeito foi o vereador mais votado de Senhor do Bonfim, no pleito de 1988. Foi vice-prefeito de Andorinha na gestão 1989/1992. E também dirigiu os destinos do Executivo municipal por dois mandatos: 1993/1996 e 2013/2016.

Adolfo Menezes destacou ainda o perfil das administrações de Zé Branco. “Foram gestões pontilhadas por mudanças na vida das pessoas e transformações estruturais no então recém-emancipado município. Deixa saudade e um enorme legado de vida pública”, escreveu, o parlamentar, no documento entregue à Mesa Diretora da Casa.

O município de Andorinha, a 430 quilômetros da capital, então distrito da cidade de Senhor do Bonfim, conquistou a emancipação política em 13 de junho de 1989. Está localizado no centro norte da Bahia, Território de Identidade do Piemonte Norte do Itapicuru.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.