Ampliação do setor de engenharia da UPB vai agilizar elaboração de projetos

Iniciativa visa acelerar o processo para que os prefeitos saiam da entidade sabendo o dia que vão receber seus projetos

A preparação cuidadosa de projetos para construção de equipamentos urbanos e a emissão de laudos técnicos de projetos de engenharia para os municípios torna-se agora mais rápida e eficiente. Isso porque a União dos Municípios da Bahia (UPB) reformou e ampliou seu setor de engenharia e arquitetura, obra realizada com recursos próprios no valor de R$ 200 mil. “Nosso objetivo é deixar a UPB mais técnica e mais ágil para ajudar os municípios”, disse o presidente da instituição, Zé Coca, também prefeito de Jequié, ao presidir o ato de inauguração na tarde desta segunda-feira (13), em evento que contou com a presença do vice-governador, João Leão, prefeitos e prefeitas, e dos deputados federais Cacá Leão e Leur Lomanto Junior, além de representantes da Caixa Econômica Federal, Desenbahia, Sebrae e Fecbahia.

Zé Cocá relatou que quando a nova diretoria da UPB assumiu a gestão da instituição, em março deste ano, sentiu a necessidade, principalmente das pequenas cidades, de uma engenharia mais rápida que atendesse maior número de municípios. “Então, a nossa intenção foi melhorar e ampliar para ter um setor melhor capacitado, capaz de atender os 417 municípios da Bahia, em uma área ampla, e com maior do quadro de engenheiros e arquitetos”, disse o presidente, revelando que, em paralelo, está sendo desenvolvido um novo site, com área para acesso dos gestores a projetos padrões.  “Vamos revolucionar o setor de engenharia da UPB, e chegar a todos os municípios da Bahia, preferencialmente aos de pequeno porte, que hoje não têm estrutura para pagar pela elaboração de grandes projetos de engenharia”, afirmou o presidente.

Cocá explicou que os projetos desenvolvidos pelo setor de engenharia e arquitetura da UPB, sem custo para os municípios, seguem critérios e diretrizes dos ministérios, superintendências, órgãos estaduais, Caixa Econômica Federal e demais autarquias públicas, aumentando as oportunidades de aprovação e execução dos projetos dos municípios. “Municípios de pequeno porte às vezes ficam de dois a três anos sem poder receber recursos de emendas parlamentares por falta de projetos. Nosso objetivo é mudar essa realidade, agilizando esse processo para que os prefeitos saiam da UPB sabendo que dia vão receber seus projetos”.

“Precisamos agilizar os processos para liberação das verbas para os municípios e é isso que Zé Cocá tá fazendo, ele está agilizando dentro da UPB uma estrutura para que possa cada vez mais servir melhor aos municípios”, destacou o vice-governador, João Leão.

O setor de engenharia elabora projetos para construção de praças, unidade básica de saúde, pavimentação, escolas, quadras poliesportivas, campos de futebol, pequenas pontes, sistemas de água, dentre outros importantes equipamentos urbanos.   Em 2020, a atividade desenvolvida pela UPB nesta área gerou aos municípios baianos economia de R$12 milhões. Agora, com a ampliação, a expectativa é dobrar a capacidade de trabalho do setor, que somente de março a agosto deste ano entregou 620 projetos.

O deputado federal Cacá Leão classificou de “grande sacada” essa iniciativa da UPB, “que vai atender as necessidades dos municípios, especialmente os pequenos, que enfrentam dificuldades para apresentar projetos e por isso deixam de receber recursos”. Falando no mesmo tom, o deputado federal Leur Lomanto Junior aplaudiu a modernização do setor de engenharia da entidade e destacou a competência técnica da UPB, “que está colaborando e prestando importantes serviços aos municípios nesse momento de dificuldades”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *