Deputado do PSB avalia que “governo baiano acerta ao não seguir decretos de Bolsonaro”

Após o governador Rui Costa (PT) prorrogar a suspensão de aulas e de eventos por mais 15 dias na Bahia, devido à pandemia do novo coronavírus, o deputado estadual Marcelinho Veiga (PSB) se manifestou e defendeu a medida do gestor petista ao mesmo tempo em que criticou os decretos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que tenta flexibilizar a quarentena no país. Nesta segunda-feira (18), Veiga disse que “o governo baiano acerta ao não seguir decretos de Bolsonaro”.

“Os governantes que entendem o que significa a palavra ciência tem tomado medidas importantes para ampliar o isolamento e diminuir o risco de contágio. Na Bahia, o governador Rui Costa tem decretado ações fundamentais, como os toque de recolher em municípios com explosão de casos, principalmente no sul do estado, e com a prorrogação da suspensão das aulas e de eventos. Precisamos prevenir que o sistema de saúde na Bahia não entre em colapso”, frisa o parlamentar.

O novo decreto do governador Rui Costa determina a suspensão das aulas e de eventos com mais de 50 pessoas em toda a Bahia até o dia 2 de junho. A suspensão do transporte coletivo intermunicipal também segue até o dia 2, mas somente nas cidades que não possuem mais de 14 dias sem novos casos de Covid-19. Essa última medida inclui a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte intermunicipal coletivo, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.