Descendente de quilombola é candidato a vereador em Lençóis, na Chapada Diamantina

Natalício Pereira da Silva, o Nego Não, é da Comunidade Remanso.

Os quilombolas são descendentes e remanescentes de comunidades formadas por escravos fugitivos, os quilombos, entre o século 16 e 1888 quando se aboliu a escravatura no Brasil. Passados 132 anos, o município de Lencóis, na Chapada Diamantina (420 kms de Salvador), pode criar um fato inédito e eleger seu primeiro vereador quilombola para a Câmara Municipal. Trata-se de Natalício Pereira da Silva, o Nego Nal, 30 anos, do povoado Remanso que disputa sua primeira eleição rumo ao Legislativo.

“Na minha plataforma defenderei que as escolas do município ofereçam ensino em tempo integral, aberturas de creches e de postos de saúde, oferta de esportes e lazer para as crianças e adolescentes. Também irei propor calçamento nas comunidades mais afastadas da sede e nas mais necessitadas, e incentivo ao turismo, que é um forte segmento econômico em Lençóis”. No caso da localidade de Remanso, Nego Nal irá trabalhar em prol da preservação da cultura quilombola e em defesa das suas belezas naturais como o mini-pantanal da Chapada – rio Marimbus, as piscinas naturais do rio Roncador e turismo rural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.