Edvaldo Brito: “Seja como for, honraremos sempre os heróis da nossa história!”

“O baiano é um povo que honra as suas tradições, e o 2 de Julho sem desfile, sem caboclo, sem vaias e aplausos, vai fazer muita falta sim. Mas, mesmo com essa situação, não devemos nos abater. Vamos celebrar a vida, celebrar as nossas conquistas, os nossos heróis. Sugiro que cada um coloque uma bandeira na sua janela, enfeite a sua casa e festeje a data nas redes sociais, que estão na ordem do dia, publicando mensagens, gravando vídeos, fazendo lives, e, como é quinta-feira, publicar TBTs da festa em anos passados. Sou o autor da lei que determina que o município de Salvador envie os representantes dos heróis do 2 de Julho para fazerem parte do desfile nacional da independência em Brasília, todo 7 de setembro.

“Esta data é a verdadeira Independência do Brasil. Se nós, baianos, não tivéssemos lutado, a nação brasileira teria se esfacelado como aconteceu com a América espanhola e passaríamos a ter diversos países pequenos falando português. O 2 de Julho é o símbolo da guerra pela unidade nacional, é o nosso compromisso maior com o Brasil, é o atestado do nosso amor por este imenso país. Viva a Bahia! Viva o baiano!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.