Osni solicita ato comemorativo em reconhecimento ao reitor José Bites de Carvalho

O deputado Osni Cardoso Lula da Silva (PT) requereu ao presidente Adolfo Menezes (PSD) que a Assembleia Legislativa realize um ato comemorativo em reconhecimento ao magnífico reitor da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), José Bites de Carvalho, “por sua trajetória profissional como educador e dedicação ao Ensino Superior da Bahia”. O ato, sugeriu o petista, deverá ocorrer no próximo dia 15, às 14 horas.

Ao justificar o requerimento, Osni Cardoso reproduziu o currículo do professor e geólogo José de Carvalho, natural de Inhumas, Goiás. A ligação do homenageado com a Bahia “vem de berço”. Seu pai é de Casa Nova, cresceu em Santa Maria da Vitória, e sua mãe é nascida e criada em Santana.

Graduado em geologia pela Universidade Federal de Mato Grosso, o reitor fez especialização em metodologia do ensino de geociência pela Universidade Estadual de Feira de Santana, mestrado em geologia pela Universidade Federal da Bahia e tem “vasta experiência” na área de educação, geologia e gestão pública, com ênfase em educação, atuando principalmente nos temas do meio ambiente, metodologia do ensino de geociências e na formação docente.

Em 2014, foi eleito reitor da Universidade do Estado da Bahia, reeleito em 2017 para o segundo mandato, que termina neste ano. Na Uneb, foi diretor do Departamento de Educação do Campus VII, em Senhor do Bonfim, por duas vezes, pró-reitor de Ensino e Graduação, de onde saiu para assumir o reitorado da instituição. José Bites de Carvalho “sempre se pautou pela melhoria das condições de trabalho, ensino e aprendizado, além de implementar políticas de justiças socais dentro da Uneb, oferecendo aos diversos segmentos que compõem a estrutura oportunidades iguais e reconhecimentos”, garantiu Osni.

O professor já recebeu os títulos de Cidadão Bonfinense, Soteropolitano e o de Cidadão Baiano, este último concedido pela ALBA em 2016.

Ele chega ao final do seu reitorado “deixando uma forte marca na história da Universidade do Estado da Bahia”, considera o autor da homenagem, para quem, durante as suas gestões, a Uneb obteve “diversos avanços”. Os mais significativos, listou, foram a obtenção do conceito 4 na avaliação do Inep, “consolidando o amadurecimento da política de graduação e pós-graduação da universidade, e a inauguração do restaurante universitário, um antigo anseio da comunidade acadêmica que se transformou em realidade este ano.

Além disso, prosseguiu Osni Cardoso,  durante o seu reitorado, José Bites implantou a Pró-reitoria de Ações Afirmativas; fomentou a criação das cotas para transexuais, travestis, transgêneros, quilombolas, ciganos, pessoas com deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades; implantou a Secretaria Especial de Avaliação Institucional (Seavi); a Secretaria Especial de Relações Internacionais (Serint) e reestruturou a Unidade Acadêmica de Educação a Distância (Unead) .

O reitor ainda reorganizou as estruturas administrativas; promoveu a interiorização da Pós-graduação Stricto Sensu; construiu residências universitárias e implantou sedes próprias em departamentos do interior. Segundo o proponente do ato, a Uneb “tem proporcionado maior acesso à educação de melhor qualidade para toda a Bahia”, e seu reitor pautou a vida “em prol da dignidade do ser humano, ajudando os mais necessitados, construindo ações que efetivem a importância da sociedade e sempre reconhecendo toda comunidade educacional baiana”. 

Osni Cardoso conclui o documento declarando que a homenagem proposta por ele “representa uma singela retribuição e um legado pelos seus (de José Bites de Carvalho) esforços em prol dos cidadãos baianos”.

Foto: Arquivo/ASCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *