Reuniões da Aiba são realizadas em comunidades agrícolas de Formosa do Rio Preto

Em um giro pelas divisas da Bahia com Tocantins e Piauí, a equipe da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), realizou mais duas reuniões com as comunidades, desta vez, na Vila Panambi, na quarta-feira (1º) e na Coaceral, na quinta-feira (02), ambas no município de Formosa do Rio Preto. Mais uma vez, os produtores e os representantes da entidade agrícola tiveram uma oportunidade para conversar sobre os projetos que estão em andamento e os planos do setor produtivo para o futuro.

O presidente da Aiba, Odacil Ranzi, que cumpre agenda em Salvador, se dirigiu ao público das duas comunidades, por meio de um vídeo, em que fala sobre a importância da união entre os produtores em torno das bandeiras do agronegócio. Na ocasião, ele se mostrou confiante na capacidade da comitiva da instituição de conduzir as pautas. “Tenho acompanhado todas as reuniões das comunidades, mas nestas datas tive compromissos da nossa entidade, na defesa dos produtores, em órgãos estaduais da capital baiana. Mas temos uma equipe bem formada, capaz de conduzir todos os assuntos de interesse dos agricultores”, disse.

Nos encontros, os membros da diretoria tiveram uma proveitosa conversa com os participantes sobre a prevenção a incêndios florestais, com destaque para: queima controlada, combate aos focos de calor e a adoção de estratégias para evitar riscos às propriedades e ao meio ambiente. Foram abordadas, também, a equalização do ICMS do milho e a importância da Bahia Farm Show para o agronegócio regional.

“Estamos conduzindo diversas iniciativas, sempre de acordo com o entendimento dos produtores rurais do Oeste baiano. Com isso o setor agrícola continua pujante e nós vamos ajudando o País, gerando emprego e renda, contribuindo com a economia e inovando com uma agricultura sustentável dos pontos de vista ambiental e social”, afirmou o vice-presidente da Aiba, Moisés Schmidt, que ministrou os dois eventos.

Na Vila Panambi, os assuntos mais debatidos foram: a demanda por energia elétrica de qualidade, estradas e os incêndios florestais, que exigem a adoção de estratégias como queima controlada, com autorização dos órgãos ambientais, e a articulação entre os produtores para debelar as chamas. Na Coaceral, além dos temas supracitados, falou-se ainda sobre segurança pública, inclusive, com a palestra do Capitão PM Weber. O supervisor de fiscalização do CREA, Daniel Silveira, falou sobre a importância de os produtores terem sempre ao alcance, os documentos exigidos pelo Crea/BA para evitar notificações e multas quando ocorrer a visita do fiscal na propriedade.

Durante a programação, o diretor executivo da entidade rural, Alan Malinski, apresentou um panorama da produção agrícola na região e fez uma radiografia dos projetos de infraestrutura em andamento e futuras realizações. Ele tratou, ainda, dos programas criados, coordenados e mantidos pela Aiba.

Além dos produtores locais, participaram do evento: o diretor financeiro da Aiba, Hélio Hopp, o diretor de infraestrutura Luiz Stahlke, o diretor Martin Döwich e o delegado da entidade agrícola na Vila Panambi, Theodoro Zimmermann. O prefeito Manoel Afonso de Araújo (Neo), compareceu à reunião da Coaceral, onde reconheceu a importância da Aiba e falou sobre investimentos na área rural do município.

Ascom Aiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *