“Sugestão de Bruno Reis pra ‘debandada’ de prefeitos da base do governo é desespero do seu chefe”, afirma Robinson Almeida

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) ironizou e rebateu declaração do prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), nesta segunda-feira (4), e disse que a sugestão de “debandada” de prefeitos da base do governo denota “desespero” do candidato ACM Neto, que escalou o prefeito para atacar o governo. O petista destacou ainda que o governador Rui Costa (PT) tem uma relação republicana com prefeitos, que trabalha para o bem estar dos baianos e que se a narrativa de Reis fosse verdadeira ele já teria declarado apoio a Jerônimo Rodrigues em virtude do volume de investimentos que a administração estadual faz na capital.

“Caso usasse os mesmos critérios pra apoio político e eleitoral que sugere a outros prefeitos, Bruno Reis deveria apoiar Jerônimo Rodrigues. Todos os prefeitos baianos sempre foram tratados de forma republicana pelo governador Rui Costa durante seus dois mandatos. Salvador recebeu investimentos recordes do governo do estado, mesmo o ex-prefeito fazendo oposição e dificultando as obras. O governo do estado já assinou em torno de mil convênios com as prefeituras baianas nos últimos meses. As eventuais pendências estão sendo superadas pra atender as obrigações legais”, sustentou Robinson, que ontem esteve com Jerônimo Rodrigues, em Ribeira do Pombal, reunido com 18 prefeitos e mais de 10 mil pessoas na discussão do Programa de Governo Participativo no semiárido baiano.

O parlamentar ainda cutucou Bruno Reis e disse que o aliado de ACM Neto está “desesperado” com o apoio de “300 prefeitos”, de Lula e dos baianos a pré-candidatura de Jerônimo Rodrigues.

“Bruno Reis está desesperado devido ao apoio de 300 prefeitos, de Lula e do povo baiano a campanha de Jerônimo Rodrigues. Ao invés de transformar a prefeitura no comitê do seu candidato, deveria cortar o mato nas Avenidas Barradão, Gal Costa e 29 de Março, construídas e entregues a Salvador pelo governo do estado e abandonadas por sua gestão municipal”, observou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.