Universitários fazem ‘festas Covid’ com aposta para ver quem pega coronavírus primeiro

Estudantes em Tuscaloosa, Alabama, no Estados Unidos, estão organizando concursos chamados de “Covid parties” para ver quem consegue pegar o coronavírus primeiro. As informações são da ABC News.

De acordo com a vereadora Sonya McKinstry, os organizadores das festas estão convidando propositalmente pessoas que têm a Covid-19. “Eles colocam dinheiro em um pote e tentam obter a Covid. Quem for o primeiro infectado recebe o pote. Não faz sentido”, disse McKinstry.

O comportamento irresponsável dos estudantes foi confirmado pelo chefe dos bombeiros de Tuscaloosa, Randy Smit.

Segundo ele, nas últimas semanas houve festas em toda a cidade. “Achamos que isso era um boato”, disse Smith. “Fizemos algumas pesquisas. Não apenas os consultórios médicos confirmam, mas o estado confirmou que eles também tinham a mesma informação”.

Ainda segundo a ABC News, não ficou claro se de fato algum aluno se contaminou durante essas festas. A vereadora Sonya McKinstry disse que teme que algumas pessoas participem do evento sem conhecer suas intenções e sejam expostas a convidados infectados.

Em nota à ABC News, a porta-voz do Departamento de Saúde Pública do Alabama, Arrol Sheehan, disse que a lei vigente obriga pacientes infectados a ficarem 14 dias isolados em casa.

Sheehan enfatizou que a violação da lei é uma contravenção e as multas por cada violação podem chegar a US$ 500 (cerca de R$ 2,6 mil). “Suspeitas de violações da ordem de quarentena em casa devem ser relatadas à polícia e ao departamento de saúde local”, diz a nota.

Com informações da Isto É.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *