“Vencedora do leilão, a Bamin já provou que busca dar vida a Fiol”, afirma Ivana Bastos

A Bahia Mineração (BAMIN) foi a vencedora do leilão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) no trecho entre Caetité e Ilhéus (537 km), realizado hoje (08) pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O arremate foi feito no valor de R$32,730 milhões.

Com o resultado, a mineradora ficará responsável por concluir os 25% finais da obra, com previsão de conclusão em 24 meses e vai operar o  trecho por 35 anos.

“Nesse momento, tenho uma sensação de dever cumprido. Através da Comissão da Fiol destravamos muitas questões que impossibilitavam a continuidade do projeto, junto ao TCU, ao IBAMA e outros órgãos, e agora com a subconcessão, a Fiol finalmente terá um importante trecho concluído. Fiol e Porto Sul trarão uma grande mudança no desenvolvimento econômico para o nosso estado “, destacou a deputada Ivana Bastos.

Ainda segundo a deputada, grande incentivadora do moderno projeto de desenvolvimento para o estado, a subconcessão da Fiol para a BAMIN é  uma vitória para a Bahia. “A BAMIN encontra-se também sediada na Bahia e vem desenvolvendo ao longo de muitos anos um diálogo permanente com todos os atores envolvidos na questão da mineração, do Porto Sul e da ferrovia. Essa proximidade da Bamin com o estado favorece o desenvolvimento de todos os municípios que serão agraciados com os trilhos da Fiol”, frisou Ivana Bastos.

O total investido será R$ 3,3 bilhões. Sendo que do total, R$ 1,6 bilhão será utilizado para a conclusão das obras.  A concessão permitirá a geração de 55 mil empregos diretos, indiretos e efeito-renda ao longo deste período.

A BAMIN já iniciou a execução do projeto Pedra de Ferro, que visa produzir quase 20 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, em Caetité. Agora, com a garantia das conclusões das obras da Fiol, a mineradora vai escoar sua produção até Ilhéus e enviar o produto para o mercado externo através do Porto Sul. A ferrovia também será fundamental para o transporte de grãos do oeste do estado. Além de transportar material, os trilhos da ferrovia vão facilitar a implantação de internet via fibra óptica nos 30 municípios que ela cruza, levando desenvolvimento e progresso ao interior do nosso estado”, avalia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *