Vereador Odiosvaldo Vigas: Resumo das suas propostas no combate ao Coronavírus Covid-19

Ao longo da última semana, o vereador e médico Odiosvaldo Vigas (PDT) apresentou uma série de propostas para se combater o Coronavírus Covid-19. “Nesse texto, apresento em oito pontos a compilação das minhas ideias e contribuições para a situação atual”:

1 – Apoio irrestrito às medidas adotadas pelo prefeito ACM Neto, ao vice Bruno Reis e ao governador Rui Costa para conter a cadeia de transmissão do Coronavírus Covid-19 em Salvador;

2 – Destacar a iImportância do papel a ser desempenhado pela Bahiafarma na aquisição dos testes rápidos para identificação dos infectados pelo vírus (ampliação da testagem nos pacientes sintomáticos e assintomáticos);

3 – Maior vigilância sanitária por parte das Secretarias da Saúde do Município e do Estado (SMS e Sesab) e do Instituto de Saúde Coletiva da UFBa. nos bairros com os maiores dados estatísticos. Seriam incluidas também medidas imediatas de higienização desses espaços públicos;

4 – Ampliar a vigilância sanitária nas comunidades populares de maior adensamento populacional com higienização e remoção das pessoas identificadas com quadro clínico de infecção respiratória e Covid-19;

5 – Necessidade de readequar o antigo Hospital Couto Maia, no Monte Serrat, para atender a demanda da Cidade Baixa e de parte da população suburbana;

6 – Urgentíssima a necessidade do emprego dos testes rápidos e o levantamento estatístico da relação dos leitos hospitalares e respiradores mecânicos. “Nesse caso, mais uma vez parabenizo o prefeito ACM Neto e o vice Bruno Reis que estão imbuídos em garantir para a população 200 leitos de UTI no combate à doença”;

7 – Parabenizo, também, a população da nossa cidade de Salvador em atender as recomendações do “fique em casa” e adotar as medidas preventivas que evitam a propagação do vírus. Assim, é importante a contribuição para que os dados estatísticos locais sejam inferiores proporcionalmente no comparativo às demais cidades brasileiras. “O soteropolitano compreende que a Cidade lhe pertence”;

8 – Como gestor do Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador afirmo que quem faz a cultura acontecer nessa cidade são os artistas de modo geral, visuais e cênicos, produtores culturais e teatrólogos, dentre outros. Proponho que devam ser incluídos e beneficiados no planejamento e programas do Município, Estado e União através do direcionamento de apoio oficial de incentivos fiscais e financeiros. “Esses segmentos  podem apresentar espetáculos pelas vias tecnológicas, virtuais”. Na matéria das 8 propostas.

Concluo a apresentação das minhas propostas reafirmando que nos testes rápidos, o Estado e o Município devem se unir através das suas Secretarias da Saúde para atender a demanda da Cidade. O mesmo deve ser feito nos casos dos ventiladores mecânicos. Proponho, por fim, a distribuição gratuita de máscaras e a higienização nas comunidades com grande densidade populacional, bem como a mobilização familiar nessas localidades para enfrentarmos o Coronavírus Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *