40 alunos da rede municipal de Lauro de Freitas são premiados no Projeto de Educação Patrimonial

Em comemoração aos 60 anos de emancipação política do município de Lauro de Freitas, comemorado no próximo domingo, 31 de julho, os alunos da rede municipal de ensino, do 5º ao 9º ano, participaram do Projeto de Educação Ambiental, realizando um trabalho de resgate cultural.  Os inscritos produziram vídeos sobre as principais ruas do município, com curiosidades e histórias. As 10 produções selecionadas foram premiadas nesta quinta-feira (28), no auditório do Teatro da Estação Cidadania, contemplando 40 alunos, responsáveis por trabalhos individuais e coletivos.

De acordo com Idaci Ferreira, coordenadora da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), esse projeto é pioneiro no município, com o objetivo de sair um pouco do modelo tradicional de educação e trabalhar a questão de pertencimento e identidade nos jovens. “É fundamental trabalhar a memória desse território, onde as crianças vivem. O trabalho foi fantástico, porque a educação patrimonial é um tema que nos interessa muito. De uma forma geral, nas escolas, a gente conhece tudo, menos a realidade que a gente vive. Por isso, é tão importante promover essas atividades. Estamos muito felizes com o resultado.  A sementinha já foi plantada. A tendência é crescer”, disse.

A solenidade de premiação e entrega de certificados contou com a presença dos gestores das escolas, dos pais dos alunos e de parceiros. O historiador Coriolano Oliveira, da Gávea Cultural, também participou da atividade, parabenizando os selecionados e realizando uma breve palestra sobre a importância da história. “Esse projeto é super importante. Ninguém ama o desconhecido.  Só conhecendo a história, esses jovens poderão perceber o valor da nossa cidade. Me surpreendi com os trabalhos apresentados. Os alunos que conhecem a história, passam a ter memória, identidade e respeito ao patrimônio cultural”, opinou.

Os 10 vídeos selecionados foram da Rua do Tutu (Escola Municipal Esfinge); Rua São Mateus (Escola Municipal Dom Avelar); Rua São José (Escola Municipal Ana Lúcia); Rua Nilo Peçanha (Escola Gregório Pinto de Almeida); Rua Jardim das Acácias (Escola Municipal Barro Duro); Rua Américo Dourado (Escola Municipal Dom Avelar); Rua Porto da Barra (Escola Municipal Dom Avelar); Rua Queiradeus (Escola Municipal Tia Lúcia); Rua Diná Rodrigues (Escola Municipal Miguel Arrais); e da Avenida Santo Antônio (Escola Municipal Ipitanga). Emanuele Sales, 14 anos, estudante da Escola Esfinge, estava muito feliz com o resultado.

“Foi uma experiência única. Aprendi muita coisa que não sabia sobre Lauro de Freitas. O meu sentimento é só de gratidão. Vou mostrar esse vídeo para meus amigos e familiares. Foi um aprendizado coletivo e muito divertido. Estamos vibrando de tanta alegria por nosso vídeo ter sido selecionado”, relatou.

Os alunos premiados receberam um prêmio de R$100, doado pelos parceiros Gávea Cultural e Lauro Criativa.

Jornalista: Iana Silva

Foto: Wandaick Costa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.