Com gasolina mais cara do país, governo Rui tem mais uma liderança negativa, aponta deputado

Crítico das práticas abusivas do governo Rui Costa na arrecadação do ICMS sobre o combustível, o deputado estadual Paulo Câmara (PSDB) lamentou a liderança da Bahia no ranking nacional de preço da gasolina, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Na semana entre os dias 5 e 11 de junho, a média nacional do litro da gasolina foi de R$ 7,247, enquanto na Bahia foi de R$ 7,972. Além disso, o estado teve o maior aumento do país em maio, em comparação com abril, conforme o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), divulgado no início de junho. O acréscimo foi de 5,69% no período.

“O governo Rui Costa tem mais um título negativo para exibir, com a gasolina mais cara do Brasil sendo vendida na Bahia. Tenho alertado há mais de um ano para o aumento desenfreado na arrecadação do ICMS sobre os combustíveis. O que o governo fez de efetivo de lá pra cá? Nada”, criticou Câmara.

Somente entre 2020 e 2021, o valor arrecadado no ICMS sobre combustíveis aumentou 38%, passando de R$ 5,23 bilhões para R$ 7,22 bilhões. Em relação a 2015, primeiro ano do governo Rui, a arrecadação referida cresceu 70% – foram R$ 4,23 bilhões em 2015.

“O governo Rui Costa já arrecadou mais de R$ 37 bilhões em ICMS de combustível, sem que a população pudesse ver os reflexos de tanto imposto pago. Por outro lado, a sanha arrecadatória do governo só prejudica os baianos com reflexos no transporte público, no preço da cesta básica e do frete”, completou o deputado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.