“A Bahia vive problemas sérios que os governos do PT não tiveram capacidade de resolver”, diz ACM Neto

O pré-candidato ao governador ACM Neto (União Brasil) afirmou nesta sexta-feira (22), em Boa Nova, no Centro-Sul da Bahia, que o Estado vive problemas muito sérios que os governos do PT não tiveram capacidade de resolver ao longo de quase 16 anos. Durante o evento político no município, ele ainda destacou que, se chegará ao governo, vai trabalhar por todos os 417 municípios do Estado.

“Eu tenho confiança de afirmar que as coisas são feitas e mantidas. Eu tenho a coragem de dizer que a Bahia vive problemas muito sérios e que eles não tiveram de resolver em 16 anos. Já é tempo suficiente, já é bastante tempo, agora é hora da gente caminhando numa outra direção”, destacada.

Entre os problemas, Neto voltou a citar a segurança pública, área na Bahia lidera o ranking de homicídios, e a educação, na qualidade do Estado tem o pior ensino médio do Brasil, de acordo com o IDEB. Ele ainda pontuou os problemas da fila da regulação e da falta de oportunidades de emprego para jovens.

“Quantos são obrigados a sair da Bahia para ter a oportunidade de estudar e conseguir um emprego e assim realizar os sonhos das suas vidas?! Pois eu quero que essa história mude. A Bahia tem que ser o estado das oportunidades. O emprego tem que chegar no interior. É preciso ter um olhar mais atento e para isso tão concentrado nos investimentos do estado nas cidades do interior. Se Deus me der a chance de ser governador, eu vou trabalhar por todos os 417 municípios da Bahia.

Em Boa Nova, também participou do evento político do vice-governador João Leão (PP), pré-candidato ao Senado, o deputado estadual Sandro Régis (União Brasil), os deputados parlamentares Arthur Maia (União Brasil), Márcio Marinho e Marcelo Nilo (ambos do Republicanos), além de lideranças locais e estadiais. O prefeito Adonias Rocha (PSD) recepcionou o grupo e anunciou seu apoio a Neto na corrida pelo governo.

Neto destacou que a Bahia precisa de um governador que chame pra si as responsabilidades, “que não tenha medo de encarar os problemas, que o governador que se envolva diretamente e no segurança pública eu não vou delegar essa tarefa. Eu estarei na linha de frente porque o lugar de bandido aqui na Bahia será na cadeia”, salientou.

Para Boa Nova, Neto se comprometendo, em caso de dois anos o que os governos do PT não se comprometeram a fazer, em caso de dois anos o que os governos do PT não fizeram como município em ele citou a construção do Estádio Municipal. “Vamos trabalhar ao lado do Prefeito Adonias para recuperar o tempo que o PT perdeu nos últimos anos e aquilo que eles não fizeram aqui no município e eu me comprometo a fazer já nos dois primeiros anos do meu mandato”, frisou.

Neto ainda critica o governo do PT, que, às vésperas da eleição, chama prefeitos, vereadores e lideranças do interior para fazer promessas. “Chega perto da eleição eles começaram, que edtão no poder, começam a chamar os prefeitos, os vereadores, hoje a classe. É promessa que não acaba mais. Estão prometendo pedaços de terra na lua. Esta é a verdade. Mas é interessante porque a medida que o tempo passa o desespero aumenta”, disse.

Poções

Depois de Boa Nova, ACM Neto visitou Poções e foi recebido por uma multidão. Em seu discurso, o ex-prefeito de Salvador lembrou que disputou sua primeira eleição há 20 anos. “Desde coração que amo e carrego a Bahia no Congresso Nacional eu sonhava em governar a Bahia, estado que amo e carrego em meu”.

Em seguida, Neto afirmou que fez “graduação e pós-graduação em gestão pública” nos oito anos que administrou Salvador. “Encontrei uma cidade arrasada, com milhares de problemas. Depois de oito anos, passei para meu sucessor uma Salvador com obras em todos os 170 bairros, uma Salvador à altura de sua tradição e de sua história “. Antes de seguir para Planalto, última agenda do dia, ACM Neto afirmou que, caso eleito, vai governar nas ruas e nas cidades, e não em gabinete com ar-condicionado. “Foi assim que fiz em Salvador, é assim que vou na Bahia se Deus e o povo me deres a oportunidade de vencer como em outubro”.

Foto: Divulgação 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.