Perdão a Silveira ajuda Bolsonaro a recuperar confiança de radicais

Ao desafiar via decreto uma decisão criminal do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente Jair Bolsonaro (PL) agiu para estancar uma erosão em sua base de apoio que vinha se agravando à medida que ele entregava poder, cargos e verbas aos aliados do Centrão. Com o perdão presidencial ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), militantes mais radicais, que chegaram a ameaçar um rompimento eleitoral, estão voltando para as fileiras do bolsonarismo.

Esses bolsonaristas mais ideológicos, liderados pelos deputados federais Carla Zambelli (PL-SP) e Carlos Jordy (PL-RJ), já se mobilizam para retomar as ruas no dia 1º de maio, em manifestações que terão o objetivo de apoiar a subida de tom do presidente e dar lastro popular a essa pressão renovada contra o STF. Essa militância estava se afastando de Bolsonaro desde que ele recuou das ameaças que fez durante atos com pauta antidemocrática em 7 de setembro do ano passado.

Com informações do portal Metrópole

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.