CBPM abre licitação para exploração de areia silicosa no sul do estado

A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) abriu na última terça-feira, 29, concorrência para empresas interessadas em implantar uma mina de areia silicosa em Belmonte, sul da Bahia. O mineral é utilizado como matéria prima para obtenção de sílica, utilizada na fabricação de bens tecnológicos como placas solares e cabos de fibra ótica. A abertura das propostas será feita no dia 7 de dezembro.

Para o presidente da CBPM, Antonio Carlos Tramm, a licitação tem tudo para ser bem sucedida. “Nossa vida em sociedade depende cada dia mais de produtos tecnológicos. Não tem como imaginar as pessoas sem internet, sem celular. Isso tudo começa na mineração. A empresa que vier para o nosso estado vai entrar num mercado em crescimento e contar com ótimas opções de infraestrutura e mão de obra de qualidade”, diz Tramm.

A área disponível para licitação está localizada no município de Belmonte, próximo a Itabuna e Ilhéus. O escoamento do material produzido poderá ser feito pelos porto de Malhado, operacional, ou pelo Porto-Sul, conectado à Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol).

A empresa que vencer a concorrência se comprometerá a instalar uma unidade industrial destinada ao beneficiamento da areia, com início de produção em no máximo 60 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *