Falecimento do ex-deputado Gerbaldo Avena enluta a ALBA

O deputado Adolfo Menezes decretou luto oficial de três dias na Assembleia Legislativa em reverência à memória do ex-deputado estadual Gerbaldo Avena que faleceu nesta quarta-feira (30), aos 87 anos. O presidente do Legislativo solidarizou-se com os familiares e amigos do ex-parlamentar “nesse momento difícil de separação”, rogando a Deus que conforte a todos que tiveram o privilégio da sua convivência. Gerbaldo Avena deixou viúva, dona Sônia Pondé Avena, cinco filhos – Soraya, José, Cláudio, Suzana, Ricardo – e nove netos. O sepultamento será amanhã, às 11hs, no cemitério Jardim da Saudade.
Engenheiro mecânico, empresário e agropecuarista ele começou a militância política ainda no curso secundário, quando chegou a representar a Escola de Engenharia Eletromecânica no Festival Mundial da Juventude, em Moscou. Irmão de dona Yolanda Pires, esposa do ex-ministro e ex-governador Waldir Pires. Gerbaldo Avena militou politicamente por quase toda a vida, sendo fundador de três dos partidos políticos em que se filiou, o MDB, partido de oposição ao governo dos generais a partir de 1964, seu sucedâneo o PMDB, e depois o PDT e o PSB. Amigo e correligionário do cunhado, Waldir Pires, o apoiou durante o exílio e foi o elo de ligação da família expatriada com a Bahia e com o Brasil.
Homem de bastidor, avesso aos holofotes, Gerbaldo Avena cumpriu um mandato na Assembleia Legislativa e participou da Constituinte Estadual, retirando-se da vida pública em seguida, mas nunca da militância política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *